terça-feira, 8 de maio de 2007

Quando calar...


Muitas vezes ouvimos comentários a nosso respeito que não nos agradam, algumas vezes sem intenção, outras por maldade mesmo; e nós no impulso de nos defender dizemos também algo com intenção de magoar, ferir um pouco que seja, porém nem sempre o que dizemos exprime o que realmente pensamos e muitas vezes somos ainda mais cruéis do que foram conosco.
Calar-se quando nos ferem é sinal de bom senso, mas fazer isso sempre pode ser sinal de fraqueza. Mas como saber qual a medida certa ou o momento certo? Ou isso tudo tem mais a ver com quem diz?
O engraçado é que no trabalho quando um superior é cruel não respondemos nada, engolimos seco suas palavras, mas quando se trata de alguém próximo, que gostamos, conseguimos e nos sentimos no dever de devolver na mesma moeda...
Isso deve explicar porque muitas vezes um emprego dura mais que qualquer relacionamento!

3 comentários:

Paulo disse...

Hahahahaha! Amei essa frase: um emprego dura mais que um relacionamento!
Disse tudo!!!

Bjos

Val disse...

Devo confessar que, muitas vezes, quando uma pessoa que amo me fere de tal forma, normalmente me calo. Eu fico tão surpresa com a atitude da pessoa, pela qual tenho tanto carinho, que perco a ação.
Mas com o meu chefe?*rs Eu sempre acabo sendo espontanea! Eu tenho um sério problema: penso alto! Mas acho que ele admira minha sinceridade, caso contrário já teria me mandado embora. *rs
Bjs!!!

Nel disse...

Amiga, inteligentíssima essa sua colocação: um emprego dura mais que um relacionamento. É verdade mesmo. Tô precisando aprender a me calar mais. hehehehhe
bjos linda! Amei o texto