quinta-feira, 29 de abril de 2010

minha alma Pernambucana

Talvez falar na primeira pessoa realmente não deva ser a melhor opção, mas como não usar o “Eu”, diante de um assunto que quero eu mesma retratar?
O nordeste é tudo e muito mais que os que tiveram o prazer de conhecer relatam e não é nem 1/3 dos pré-conceituosos que nunca lá pisaram.
O nordeste brasileiro não possui as mais belas, limpas e quentes praias, o nordeste possui as mais belas e hospitaleiras pessoas.
Nasci no Paraná e não me envergonho disso, mas vivi por 5 anos em Recife e foi lá que conheci as pessoas mais generosas de minha vida.
Uma grande amiga me disse uma vez que tenho alma Pernambucana e hoje sinceramente acredito que realmente já vivi lá.
Tive o privilégio de ter meu 1º filho em Recife e ensino a ele desde pequeno a se orgulhar de onde nasceu, porque desde que voltamos ao sul tenho encontrado pessoas que mesmo instruídas possuem péssimas ideias de uma região tão nobre e rica como o meu nordeste.
É vergonhoso admitir, mas é a realidade! Brigar e defender por pouco não se tornou hábito, por isso quando conheço alguém já me apresento como pernambucana de coração e logo vou dizendo que se quiser perder minha amizade é falar mal do meu povo, afinal meu filho é nordestino!
No fundo também não quero que o os nordestinos falem mal dos sulistas, porque no início também sofri lá por causa do meu sotaque, afinal “porrrta” não se ouvia por lá, mas ao contrário daqui isso em seguida era resolvido.
Vivi e vivi muito. Foi em Recife que iniciei todas minhas conquistas e foi lá que ganhei o maior presente de Deus que foi Ygor.
Se tive que voltar ao sul também foi vontade divina, mas se Deus ouvir minhas vontades me devolverá para lá para que meus últimos suspiros e olhar seja naquela terra que tanto me acolheu e que tantas alegrias me trouxe... e que as tristezas fiquem somente na minha insistente memória.

2 comentários:

Rolando disse...

oi. estive aqui. muito legal. passa la. abraços.

krishina disse...

maravilhoso !!! o nordeste é muito bom mesmo e as pessoas também .só uma perguntinha :
queres morrer lá mesmo ???